sexta-feira, 15 de outubro de 2010

José Simões de Almeida (1844-1926)





D. Sebastião (1877, MNAC) - Puberdade (1877, MNAC) - O Malmequer (1872, MNAC) - Estátua do Duque da Terceira (1877, Cais do Sodré, Lisboa).
---
José Simões de Almeida foi um escultor português que foi aluno de Vítor Bastos. Em 1866, tornou-se no primeiro pensionista de escultura em Paris, juntamente com Soares dos Reis, frequentando o curso de Jouffroy e as aulas de Mercié. Passou também por Roma, regressando a Portugal, em 1872. Foi professor de desenho da Escola de Belas-Artes de Lisboa e posteriormente tornou-se professor de escultura da mesma Escola. Participou na exposição de Paris de 1878 e nas exposições do Grémio Artístico, onde recebeu uma medalha de honra em 1894.
A sua obra pode inserir-se num pré-naturalismo, sendo o autor de D. Sebastião, obra que o tornou famoso em 1874. Colaborou com Alberto Nunes no monumento aos Restauradores, tendo sido ele o autor do Génio da Liberdade. Em 1887, trabalhando em colaboração com o arquitecto José António Gaspar, foi o autor da Estátua do Duque da Terceira. Fez também grupos escultóricos para a fachada do Palácio Castelo Melhor.
-
José Simões de Almeida was a Portuguese artist that studied with Vítor Bastos. In 1866, he went to Paris to study sculpture, becoming a pupil of Jouffroy and Mercié. Spending some time in Rome, he returned to Portugal in 1872. He worked at the Lisbon Academy of Art, where e teached drawing and sculpture. One of his best works is D. Sebastião (1874).
---
Bibliografia / Bibliography:
José-Augusto França, A Arte em Portugal no Século XIX, Vol. I e II, Lisboa, Bertrand Editora, 1990.

terça-feira, 12 de outubro de 2010

Nuno Gonçalves (séc. XV)





 Retrato da Princesa Santa Joana (Museu de Aveiro) - São Paulo (c. 1450-1490, MNAA) - São Pedro (c. 1450-1490, MNAA) - São Vicente atado à coluna (c. 1450-1490, MNAA) - Políptico de São Vicente de Fora (c. 1450-1490, MNAA).
---
Nuno Gonçalves foi um pintor português do século XV, ao qual Francisco de Holanda no seu livro Da Pintura Antiga (Lisboa, 1548) se referiu como uma das" águias", um dos mestres do século XV. O seu nome foi registado em 1463 como pintor da corte de Afonso V, mas nenhum trabalho inequivocamente seu sobreviveu até hoje. Há, no entanto, fortes indícios de que tenha sido o autor dos Painéis de São Vicente de Fora, uma obra-prima da pintura portuguesa do século XV, na qual se retratam figuras proeminentes da corte portuguesa de então.
-
Nuno Gonçalves was a 15th century Portuguese artist credited for the painting of the Paineis de São Vicente de Fora (Saint Vincent Panels). The panels depict the main elements of Portuguese society in the 15th century: clergy, nobility and common people. Very little is known of his life, neither his birth or death dates are known; but documents of the time seems to indicate that he was active between 1450 and 1490. The only reference that art historians can use to support his authorship of the Saint Vincent Panels is by Francisco de Holanda, in the 16th century. It mentions a great work of art made by him that is inferred to be the Panels. It is also speculated that the father of Hugo van der Goes collaborated in the painting of the panel but there is not concrete proofs. Since their discovery in late 19th century there has been great dispute over the identity of the painter and the characters shown in the Panels. Even the claim that Prince Henry the Navigator appears in the third panel is still under debate. Nevertheless "Saint Vicent Panels" is seen as the highest peak of Portuguese antique art. The regional museum of Aveiro displays a portrait of Princess Joana, 'the Holy Princess', also attributed to Nuno Gonçalves.
---
Informação adaptada da Wikipedia (versão Portuguesa e versão Inglesa).

segunda-feira, 4 de outubro de 2010

Adriano Sousa Lopes (1879-1944)

Ondinas (Heine) (1908, MNAC).
-
Le Moulin Rouge (c. 1904-1910, MNAC)
-
A blusa azul (c. 1920, MNAC).
-
Adriano Sousa Lopes nasceu no Vidigal (em Leiria), começando a sua vida profissional como ajudante de farmácia. Em 1898, sendo apoiado por  Afonso Lopes Vieira, matriculou-se na Academia de Belas-Artes de Lisboa , onde foi discípulo de Luciano Freire e Veloso Salgado.  Posteriormente, ganhou o concurso de pensionista e foi para Paris, onde foi aluno de F. Cormon. Na sua pintura  foi influênciado por Serolla e Besnard, tendo pintado aspectos de feiras e romarias que expôs no salon parisiense. Durante 1.º Guerra Mundial esteve na frente, desenhando apontamentos do que podia ver, elaborando uma série de desenhos e gravuras, que depois expôs na Sociedade Nacional de Belas-Artes. Em 1929, foi nomeado director do Museu Nacional de Arte Contemporânea. A sua obra mostra influência do impressionismo e do simbolismo, mas mantendo uma forte componente académica, que se nota sobretudo nas pinturas de história.
-
Born in Vidigal, near Leiria, he studied at the Academy of Fine Arts in Lisbon, where he was a disciple of Luciano Freire and Veloso Salgado. He completed his studies in Paris, under the supervision of F. Cormon. His paintings display a wide range of influences: a modernised form of academic art that approaches symbolism in more ambitious works, and post-impressionist landscape painting in a number of registers, linked to his travels in France and Italy. During the First World War he went to the front, putting together a remarkable series of drawings, later engraved, which suggest the influence of Goya. In 1929 he was appointed director of the National Museum of Contemporary Art, and from this point on he dedicated himself to History paintings, which were destined for the Military Museum and the Noble Hall at the Palace of São Bento. He continued his characteristic landscape work, prolonging the memory of the techniques and motifs of impressionism.
-
Bibliografia / Bibliography:
Desenhos dos Séculos XIX e XX, Escola Superior de Belas Artes de Lisboa, 1975; Raquel Henriques da Silva, «Romantismo e Pré-Naturalismo», in História da Arte Portuguesa, Do Barroco à Contemporaneidade, Temas e Debates, 1995, pp. 329-367.