quinta-feira, 26 de fevereiro de 2015

Nikias Skapinakis (n. 1931)

-
-
-
-
-
«Nikias Skapinakis, de ascendência grega, nasceu em Lisboa em 1931.
Frequentou o curso de arquitetura, que abandonou para se dedicar à pintura, atividade que manteve regularmente até ao presente.
Começou por expor em 1948, nas Exposições Gerais de Artes Plásticas e, desde então, realizou inúmeras exposições individuais e participou em diversas exposições coletivas, em Portugal e no estrangeiro.
Além da pintura a óleo (a sua atividade dominante), dedicou-se à litografia, serigrafia e ilustração de livros. Entre outras obras, ilustrou Quando os Lobos Uivam, de Aquilino Ribeiro (Bertrand, 1958) e Andamento Holandês, de Vitorino Nemésio (Imprensa Nacional, 1983). 
Em 1963 obteve a Bolsa Malhoa da Sociedade Nacional de Belas-Artes e em 1976 foi-lhe concedido um subsídio para investigação pela Fundação Calouste Gulbenkian.
Em 1985, o Centro de Arte Moderna da Fundação Calouste Gulbenkian mostrou uma exposição antológica da sua pintura, completada com uma retrospetiva da sua obra gráfica e guaches na Sociedade Nacional de Belas-Artes, no mesmo ano.
Em 1990 foi-lhe atribuído o prémio AICA/SEC, instituído pela Associação Internacional dos Críticos de Arte e a Secretaria de Estado da Cultura.
Em 1996, o Museu do Chiado organizou a exposição intitulada Para o Estudo da Melancolia em Portugal. Retrospectiva de Retratos, 1955-1974.
Em 2000, o Museu de Arte Contemporânea da Fundação de Serralves apresentou a exposição antológica Prospectiva 1966-2000.
Em 2005 foi-lhe atribuído o Grande Prémio Amadeo de Souza-Cardoso, instituído pela Câmara Municipal de Amarante, e realizou um painel em cerâmica para o Metropolitano de Lisboa.
Em 2006, a Fundação Arpad Szenes-Vieira da Silva apresentou a série de pinturas Quartos Imaginários baseada nos quartos de dormir e ateliers de diversos pintores e poetas e foi-lhe atribuído o Prémio de Arte Casino da Póvoa.
Em 2007 foi realizado para a televisão O Teatro dos Outros, um filme documental de Jorge Silva Melo sobre o conjunto da sua obra.
Em 2009 realizou no Centro Cultural de Cascais a exposição Desenho a preto e branco e a cores, abrangendo a sua obra gráfica entre 1958 e 2009. 
Tem publicado textos de intervenção crítica em diversos jornais e revistas.
Vive e trabalha em Lisboa.»
-
Cf.: Nikias Skapinakis. Presente e Passado. 2012-1950, Museu Coleção Berardo.
-
«Nikias Skapinakis was born in Lisbon in 1931 to Greek parents.
He studied architecture, which he abandoned for painting, an activity he continues to develop to this day.
He started exhibiting in 1948 at the Exposições Gerais de Artes Plásticas and since then has held countless solo exhibitions and participated in various collective exhibitions in Portugal and abroad.
Besides oil painting (his preferred genre), he has worked in lithography, serigraphy and book illustration. Among others, he has illustrated Quando os Lobos Uivam by Aquilino Ribeiro (Bertrand, 1958) and Andamento Holandês by Vitorino Nemésio (Imprensa Nacional, 1983).
In 1963, he obtained the Bolsa Malhoa from the Sociedade Nacional de Belas-Artes and in 1976 he was awarded a research grant by the Fundação Calouste Gulbenkian.
In 1985, the Modern Art Centre (CAMJAP) of the Fundação Calouste Gulbenkian showed an anthological exhibition of his paintings, completed by a retrospective of his graphic art and gouaches at the Sociedade Nacional de Belas-Artes in the same year.
In 1990, he was awarded the AICA/SEC prize by the International Association of Art Critics (AICA) and the Secretary of State for Culture.
In 1996, the Museu do Chiado organised an exhibition of his work entitled Para o Estudo da Melancolia em Portugal. Retrospectiva de Retratos, 1955-1974.
In 2000, the Museu de Arte Contemporânea of the Fundação de Serralves presented the anthological exhibition Prospectiva 1966-2000.
In 2005, he was awarded the Grande Prémio Amadeo de Souza-Cardoso by the Amarante Municipal Council and completed a ceramic panel for the Lisbon metro.
In 2006, the Fundação Arpad Szenes-Vieira da Silva presented the series of paintings Quartos Imaginários based on the bedrooms and studios of various painters and poets and he was awarded the Prémio de Arte Casino da Póvoa.
In 2007, a television documentary about his work – O Teatro dos Outros - was produced by Jorge Silva Melo.
Em 2009, the Centro Cultural de Cascais held the exhibition Desenho a preto e branco e a cores covering his graphic art produced between 1958 and 2009.
He has published critical essays in various newspapers and magazines.
He lives and works in Lisbon.»
-
See more at: http://en.museuberardo.pt/exhibitions/nikias-skapinakis-presente-e-passado-2012-1950#sthash.Hn0pKLfr.dpuf

Sem comentários:

Publicar um comentário